Notícias

LITURGIA: 17 DE FEVEREIRO DE 2013 - 1º Domingo da Quaresma- “Jesus nos ajuda e nos ensina a vencer as tentações.”

   15/02/2013
Fonte: CNBB OESTE 2   
LITURGIA: 17 DE FEVEREIRO DE 2013 -  1º Domingo da Quaresma- “Jesus nos ajuda e nos ensina a vencer as tentações.”

ANO C - XXIII - Nº 1376 - 1º Domingo da Quaresma

 

 cor roxa - 17/02/2013

 

JESUS NOS AJUDA E NOS ENSINA A VENCER AS TENTAÇÕES.

 

01. ACOLHIDA

 

Enquanto as pessoas vão chegando, a equipe de canto vai repassando os hinos que serão cantados na celebração, especialmente os novos. Preparar o espaço celebrativo conforme as orientações da Quarta- Feira de Cinzas.

 

Acolhe, ó Deus, o nosso canto! Escuta, pois, nosso clamor. Vê quanta dor e quanto pranto que o nosso pecado provocou. Por teu amor, tem misericórdia! (bis)

 

Animador(a) - Queridos irmãos e irmãs na fé, sejam todos bem-vindos a esta celebração. Hoje a Palavra de Deus nos convida a vencer todas as dificuldades que nos afastam do caminho do bem.

 

Unidos a toda a Igreja estamos vivendo este tempo santo de conversão, preparando-nos para a festa da Páscoa do Senhor e da nossa páscoa. Confiantes na misericórdia do Pai, que quer para nós, seus filhos e filhas, uma vida nova em Cristo, cantemos.

 

Procissão de entrada como de costume.

 

02. CANTO INICIAL

 

1- Senhor, Deus de nossos pais, aqui estamos. Teu amor, alegres, vimos celebrar. Tua graça, que nos salva, nós buscamos, nossa vida colocamos neste altar.

 

Somos povo da Aliança, caminhando na esperança, conduzidos por tua mão! Com os pés no chão da vida, rumo à Pascoa tão querida, te pedimos conversão!

 

2 - A Palavra nos anima e orienta, fortalece e dá sentido à nossa cruz. O teu pão nos une a todos, nos sustenta, por caminhos da justiça nos conduz.

 

Presidente - Reunidos no amor da Trindade Santa, façamos o sinal da nossa fé. Em nome do Pai...

 

Presidente - A graça de Deus Pai, o amor de Jesus, a luz e a força do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus...

 

03. DEUS NOS PERDOA

 

Presidente - No início desta celebração, peçamos a conversão do coração, fonte de reconciliação com Deus e com os irmãos. (pausa) Na certeza da divina misericórdia do Pai, nos coloquemos ajoelhados e peçamos perdão. A cada invocação, digamos: Livrai-nos Senhor!

 

- Da ganância, da sede do poder e do consumismo;

 

- Da desunião e do ódio em nossas famílias e comunidades;

 

- Da falta de amor e cuidado com a vida no trânsito;

 

- Da exploração do corpo que é o templo sagrado de Deus;

 

- Dos vícios advindos pela internet e outros meios de comunicação social que afetam profundamente as famílias;

 

- Da falta de cuidado e atenção com os jovens na participação de nossas comunidades;

 

- Da nossa fraqueza na fé e a omissão para com o Planeta Terra;

 

- Das tentações que nos afastam dos momentos de oração em família, dos círculos bíblicos, das vias-sacras, dos encontros de formação e das celebrações na comunidade.

 

Presidente - Deus de amor e bondade, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém.

 

Concluir o ato penitencial de perdão cantando.

 

Senhor, piedade!

 

Ó Cristo, piedade!

 

Senhor, piedade de nós, Senhor!

 

04. ORAÇÃO

 

Presidente - Pai de bondade e misericórdia, neste tempo de penitência e conversão, ajudai-nos, fortalecendo a nossa fé para que não nos sujeitemos às tentações do mal, fazendo ressurgir, na Páscoa do Senhor, o “homem novo” com o Cristo Ressuscitado. Isto vos pedimos, por Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

 

Sem nenhum comentário, o(a) leitor(a) proclama a leitura.

 

05. LEITURA DO LIVRO DO DEUTERONÔMIO (26, 4-10)

 

06. SALMO RESPONSORIAL (90)

 

Em minhas dores, ó Senhor, permanecei junto de mim! (bis)

 

- Quem habita ao abrigo do Altíssimo e vive à sombra do Senhor onipotente, diz ao Senhor: “Sois meu refúgio e proteção, sois o meu Deus, no qual confio inteiramente”.

 

- Nenhum mal há de chegar perto de ti, nem a desgraça baterá à tua porta; pois o Senhor deu uma ordem a seus anjos para em todos os caminhos te guardarem.

 

- Haverão de te levar em suas mãos, para o teu pé não se ferir nalguma pedra. Passarás por sobre cobras e serpentes, pisarás sobre leões e outras feras.

 

- Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo e protegê-lo, pois meu nome ele conhece. Ao invocar-me hei de ouvi-lo e atendê-lo, e a seu lado eu estarei em suas dores.

 

07. LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO AOS ROMANOS (10, 8-13)

 

08. CANTO DE ACLAMAÇÃO

 

Jesus Cristo, sois bendito, o Ungido de Deus Pai. (bis)

 

1 - O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus!

 

09. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS (4, 1-13)

 

10. PARTILHA DA PALAVRA

 

 Estamos no início da Quaresma, tempo de conversão. Conversão só se faz quando há esperança, apesar de tudo que há de mal, dentro e fora de nós. Muita coisa negativa pode tirar a esperança das pessoas. O mundo violento em que vivemos, a miséria, a fome, a ganância pelo poder, pelo dinheiro, o desrespeito pelos direitos dos mais fracos... Hoje, quem nos pede conversão é Aquele que foi capaz de vencer o mal. Na liturgia deste domingo, Jesus deixou-se levar pelo Espírito Santo para o deserto, onde permaneceu 40 dias, sendo tentado pelo diabo. Jesus transforma o deserto em paraíso, onde a verdadeira vida não está no pão material, mas na Palavra que sai da boca de Deus;

 

portanto, Ele se mantém fiel em sua missão. O que ocorreu com Jesus acontece com cada um de nós. Com uma diferença: Ele venceu! Venceu as tentações do poder, da riqueza, da religião mágica, que utiliza Deus para vantagens pessoais. Jesus não tentou Deus, mas venceu o tentador. Nós, muitas vezes, afastados do Espírito de Deus, nos deixamos dobrar pelas tentações dos demônios de hoje, criando nossos deuses, nossos “ídolos”, como valores absolutos (acima de Deus): o dinheiro, o prazer, o poder, o prestígio, o próprio eu... Mas, com Jesus que venceu, também nós haveremos de vencer! Diz o Evangelho que o demônio deixou Jesus para voltar a agir sobre Ele num momento oportuno. Foi quando, mais tarde, Jesus se viu definitivamente encurralado pelos poderes políticos e religiosos, e foi condenado à morte. Como você e sua comunidade estão se preparando para a festa

 

da Páscoa? Estão refletindo sobre a Campanha da Fraternidade 2013?

 

11. PROFISSÃO DE FÉ

 

Presidente - No Deus que fortalece nossa esperança, professemos a nossa fé. Creio em Deus Pai...

 

12. PRECES DA COMUNIDADE

 

Presidente - Coloquemos nossa vida sob os cuidados do Pai e peçamos confiantes.

 

- Senhor, abençoai Vossa Igreja e a todos nós que cremos em Vós, para que Vos sirvamos de todo coração especialmente em cada irmão que sofre. Nós vos pedimos.

 

- Senhor, fortalecei a nossa comunidade para viver este tempo da Quaresma conforme a vossa vontade, para que por meio da participação nos círculos bíblicos e na vida da comunidade, possamos vencer as tentações que nos afastam de Vós. Nós vos pedimos.

 

Presidente - Rezemos a Oração da Campanha da Fraternidade.

 

Todos - Pai Santo, Vosso Filho Jesus, conduzido pelo Espírito e obediente à Vossa vontade, aceitou a cruz como prova de amor a humanidade. Convertei-nos e, nos desafios deste mundo, tornai-nos missionários a serviço da evangelização da juventude.

 

Presidente - Para anunciar o Evangelho como projeto de vida,

 

Todos - Enviai-nos, Senhor;

 

Presidente - Para ser presença geradora de fraternidade,

 

Presidente - Para ser profetas em tempos de mudança,

 

Presidente - Para promover a sociedade da não violência,

 

Presidente - Para salvar a quem perdeu a esperança,

 

Presidente - Para livrar os jovens da violência, das drogas lícitas e ilícitas, dos vícios da internet e celular,

 

Todos - Enviai-nos Senhor. Amém.

 

13. APRESENTAÇÃO DOS DONS

 

Animador(a) - A Campanha da Fraternidade 2013 é um convite para nos convertermos e irmos ao encontro dos jovens e, ao mesmo tempo, eles se deixarem encontrar com Jesus Cristo. Um dos meios que nos chama à conversão e à reflexão sobre a juventude, é a nossa participação nos círculos bíblicos. Apresentemos ao altar do Senhor a nossa disposição para participar desses encontros que a Igreja nos oferece.

 

O(a) coordenador(a) dos Círculos Bíblicos e um jovem apresentam-se diante do altar com o Cartaz da CF 2013 e o material dos Círculos Bíblicos, enquanto se canta.

 

Aceita, ó Pai, a nossa oferta, transforma tudo o que te damos, por Jesus Cristo te pedimos, pois é como Ele que contamos.

 

1 - Ofertamos ao Senhor a nossa luta para um mundo mais fraterno construir. Começamos o trabalho em nossa casa, na família, pra depois se difundir.

 

14. CANTO DAS OFERENDAS

 

1 - Sê bendito, Senhor, para sempre pelos frutos das nossas jornadas! Repartidos na mesa do Reino, anunciam a paz desejada!

 

Senhor da vida, tu és a nossa salvação! Ao prepararmos a tua mesa, em ti buscamos ressurreição!

 

2 - Sê bendito, Senhor, para sempre pelos mares, os rios e as fontes! Nos recordam a tua justiça, que nos leva a um novo horizonte!

 

15. PAI NOSSO

 

Presidente - Jesus nos ensina que uma das formas de vencermos as tentações é a oração. Nesse espírito, rezemos. Pai Nosso...

 

16. MOMENTO DA PAZ

 

Animador(a) - A paz é o fruto do amor, expressão da real fraternidade entre as pessoas. Rezemos em silêncio pela paz.

 

17. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)

 

1- Ó Pai, teu povo busca vida nova, na direção da Páscoa de Jesus. Em nossa fronte, o sinal das cinzas, na caminhada, vem ser força e luz!

 

Provai e vede como Deus é bom, feliz de quem no seu amor confia! Em Jesus Cristo se faz

 

graça e dom, se faz Palavra e Pão na Eucaristia.

 

2 - A nossa Igreja, ó Pai, se faz caminho, na direção da Páscoa de Jesus. Vem, nos ajuda a renascer das cinzas, na caminhada, vem ser força e luz.

 

3 - Quando, na vida, andamos no deserto, e a tentação vem nos tirar a paz, a fortaleza e a palavra certa em Ti buscamos, Deus de nossos pais.

 

18. ORAÇÃO

 

Presidente - Pai de bondade e misericórdia, fortalecidos pela vossa Palavra (e pela Sagrada Comunhão), queremos ser sempre fiéis ao vosso projeto, seguindo o exemplo de Jesus. Ajudai-nos a sermos perseverantes e a não desanimarmos diante das dificuldades. Por Cristo, nosso Senhor.

 

Amém.

 

19. NOTÍCIAS E AVISOS

 

20. GESTO CONCRETO DA CF 2013

 

- Sugestões: As pastorais, equipes e movimentos envolvidos com a juventude promovam: retiros,

 

dia do voluntariado jovem no asilo, ONGs, casa do menor, adoração ao Santíssimo, tarde de lazer esportiva, cristoteca...

 

21. BÊNÇÃO

 

Presidente - Deus, Pai de misericórdia, conceda a todos vós, como concedeu ao Filho Pródigo, a alegria do retorno à casa. Amém.

 

- Abençoe-vos o Deus todo-poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

 

- Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

 

22. CANTO FINAL

 

1 - Levem a todos meu chamado à liberdade, onde a ganância gera irmãos escravizados. Quero a mensagem que humaniza a sociedade falada às claras, publicada nos telhados.

 

Estou aqui, meu Senhor, sou jovem, sou teu povo! Eu tenho fome de justiça e de amor, quero ajudar a construir um mundo novo. Estou aqui, meu Senhor, sou jovem, sou teu povo! Para formar a rede da fraternidade, e um novo céu, uma nova terra, a tua vontade.

 

CARTAZ DA CF 2013

 

A igreja, ao iniciar esta caminhada quaresmal, tem os olhos fitos na cruz, donde emana a comunicação do amor de Deus por nós, na entrega de Jesus Cristo, para que nele tenhamos a vida.

 

Este gesto do Senhor é redentor, pois Ele vence todos os males e mortes que nos afligem, nos salva e descortina para nós um horizonte de esperança, expresso no rosto da jovem. A cruz convida à fraternidade entre todos os povos, raças e nações, representações pelas diferentes cores e linhas que a percorrem. As tags, vistas no alto do cartaz, acenam para a comunicação rápida, a circulação de informação e as novas ambiências para encontros, as quais devem ser perpassadas pela mensagem

 

libertadora da cruz e contribuir para o projeto de uma sociedade justa e solidária, segundo o Reino.

 

A “Igreja com essa Campanha, cujo tema é “Fraternidade e Juventude”, chama a atenção para os desafios dos jovens na edificação do projeto de Deus, dentro do contexto de mudança de época. É um período marcado pela instabilidade dos critérios de compreensão e dos valores, pelas novas possibilidades de interação e desigualdade de oportunidades, com forte reflexo na vida dos jovens, quer das cidades, quer do campo. A jovem, de braços abertos em forma de cruz, representa os que são transformados pela jovialidade comunicada pela ressurreição de Jesus, a Boa Nova por excelência, que nos fortalece. É com esse vigor que a jovem responde ao chamado de Deus, repetindo as palavras do profeta Isaías: “Eis-me aqui. Envia-me!” (Is 6,8).

 

 

 

JESUS NOS AJUDA E NOS ENSINA A VENCER AS TENTAÇÕES.

Facebook
Contato

Endereço: Av. Mato Grosso Nº 680 - Centro Juína Mato Grosso Cep: 78320-000

Telefone: 66 3566-3734

E-mail: contato@santoagostinhojuina.com.br
Paróquia Santo Agostinho, Todos os Direitos Reservados. Copyright 2018 Desenvolvido por: NIVELDIGITAL