Notícias

Visita às famílias das comunidades da zona rural da Paróquia Santo Agostinho

   07/03/2016
Fonte: Bruno Mendonça    
Visita às famílias das comunidades da zona rural da Paróquia Santo Agostinho

Rede de Comunidades paróquia Santo Agostinho Visita às famílias das comunidades da zona rural da Paróquia Santo Agostinho Ao longo desta Quaresma e se estenderá durante o Tempo Pascal, estão sendo visitadas as famílias das comunidades da zona rural de nossa paróquia. É um tempo de graça e bênçãos para o povo e também para a vida da Igreja que se encontra em meio a essa parcela do povo de Deus que está em Juína - MT. A Igreja pós Concílio Ecumênico Vaticano II, percebe a necessidade da valorização das pequenas Igrejas domésticas. A família precisa perceber-se agentes transformadores da sociedade e também formadora de bons cristãos. Neste intuito se faz salutar ir ao encontro do povo de Deus em qualquer lugar que estejam. Não importa a distância, todos tem o direito ao anúncio da Boa Nova de Jesus Cristo. O próprio Senhor nos manda ir por todo o mundo e a todos pregar o Evangelho (cf. Mc 16,16). As comunidades que estão longe da área urbana já são contempladas com um calendário mensal de missas que favorecem a vida ativa da comunidade, como também recebem o apoio para a celebração semanal da Palavra sem o ministro ordenado. Porém os ministros ordenados precisam sentir o cheiro de suas ovelhas, como nos lembra o Papa Francisco, e terem a “coragem de sair da própria comodidade para alcançar todas as periferias que precisam da luz do Evangelho” (EG). Para isso é necessário ir ao seu encontro, enfrentar as estradas que muitas vezes estão em péssimas condições de tráfego, bater de porta em porta, receber um sorriso caloroso acompanhados de olhos emocionados que sem querer deixa escapar uma lágrima, seja esta externando gratidão ou refrigério para as labutas do dia a dia, e ao fim do dia voltar cansado, porém sabendo que hoje um simples gesto fez a diferença na vida de alguém. O povo ainda sabe receber uma visita, prepara o seu melhor de forma que não importa o tamanho da fé, mas o coração sincero. Por menor que seja a casa, maior é o sorriso e grande é o abraço. Todos são avisados antes, organizam seu tempo e naquele momento deixam tudo para ouvir. É um momento em que procuramos ser presença e acabamos sendo fortalecidos na vocação. Seja pela bênção dada a um pequenino, ou um “Deus te abençoe” a um idoso que não tem vergonha de beijar a mão do padre. O que dizer a esse povo que já se sente muito feliz e completo. Deixamos muitas vezes que apenas os símbolos falem do mistério salvífico e apenas dizemos: Viemos para abençoar! É neste momento que a festa está feita, e ouvimos de muitos: “se é para abençoar que o padre veio jogue água benta em tudo, não esqueça nenhum lugar”. Muitas vezes quando chegamos em casa nos colocamos a refletir o dia que tivemos e sempre vem a nossa mente o questionamento: o que poderíamos oferecer a mais a essa gente, será que o que fizemos não foi o mínimo diante das dificuldades que cada um enfrenta? Para um sono restaurador nos conforta a missão dos discípulos de Cristo expressa nos atos dos apóstolos: Quando ele viu que Pedro e João iam entrando no templo, implorou a eles uma esmola. Pedro fitou nele os olhos, como também João, e disse: Olha para nós. Ele os olhou com atenção esperando receber deles alguma coisa. Pedro, porém, disse: Não tenho nem ouro nem prata, mas o que tenho eu te dou: em nome de Jesus Cristo Nazareno, levanta-te e anda! (At 3, 3-6). A todos as comunidades que já foram visitadas e também as que ainda serão não temos ouro nem prata, mas temos a Alegria do Evangelho e que recebemos de graça e de graça vos damos. Seminarista Bruno Mendonça

Facebook
Contato

Endereço: Av. Mato Grosso Nº 680 - Centro Juína Mato Grosso Cep: 78320-000

Telefone: 66 3566-3734

E-mail: contato@santoagostinhojuina.com.br
Paróquia Santo Agostinho, Todos os Direitos Reservados. Copyright 2018 Desenvolvido por: NIVELDIGITAL