Notícias

29 de Setembro de 2013- 26º Domingo do Tempo Comum- "Quem crê na Sagrada Escritura faz a evangélica opção pelos pobres“

   28/09/2013
Fonte: cnbb oeste 2   
29 de Setembro de 2013- 26º Domingo do Tempo Comum- "Quem crê na Sagrada Escritura faz a evangélica opção pelos pobres“

Preparar o ambiente celebrativo de modo acolhedor e festivo. Ornamentar um local bem bonito na porta da Igreja onde ficará em destaque o Lecionário (ou a Bíblia). ATENÇÃO! Esse mesmo Livro deverá ser utilizado na procissão de entrada. Valorizar a participação dos idosos na celebração. Cantar o refrão abaixo antes de iniciar.

SEJA BENDITO QUEM CHEGA, SEJA BENDITO QUEM CHEGA, TRAZENDO A PAZ,

TRAZENDO A PAZ, TRAZENDO A PAZ DO SENHOR.

01. ACOLHIDA

Animador(a) - Queridos irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos para celebrarmos nossa vida e nossa fé no Cristo Ressuscitado. Hoje, comemorando o Dia da Bíblia, Jesus nos convida a fazermos a evangélica opção pelos pobres, e nos alerta a escutar sempre o que os profetas nos ensinam.

O animador(a) faz memória dos acontecimentos que ocorreram na semana, ou estão acontecendo à nossa volta e, motiva a assembléia a se manifestar dizendo outros fatos: intenções, aniversários, encontros pastorais.

Animador(a) - Nesta semana também fazemos memória de Santa Terezinha do Menino Jesus e São Vicente de Paulo. Rezemos para que sigamos o exemplo destes santos, e possamos continuar firmes em nossa caminhada. Unidos a todos que celebram seus padroeiros(as) e que lutam pela igualdade e dignidade das pessoas, cantemos.

Procissão de entrada como de costume.

02. CANTO INICIAL

A GENTE TEM UM MUNDO PRA CELEBRAR. É DEUS QUE ESTÁ NO FUNDO DESTE MEU CANTAR. (bis)

1. Aqui nos reunimos pra agradecer, a vida é um presente, nela eu posso crer.

2. Eu vim pedir perdão por te desconhecer, agora, em cada irmão, eu vou te receber.

3. O que estou sofrendo vai construir, pois tudo aqui é vida pra se repartir.

4. O amor nos fez um povo pra te louvar e todo dia é novo tempo de amar.

Presidente - Reunidos pelo amor da Santíssima Trindade, façamos o sinal de nossa fé.

EM NOME DO PAI...

Presidente - A graça de Deus nosso Pai, o amor de Jesus Cristo e a força do Espírito Santo estejam convosco. BENDITO SEJA DEUS...

03. DEUS NOS PERDOA

Presidente - Iluminados pela Palavra de Deus e reconhecendo-nos necessitados da misericórdia do Pai, peçamos perdão de nossas faltas. Após cada pedido, supliquemos cantando.

- Senhor, a vossa Palavra nos questiona pela falta de solidariedade que existe entre nós no

relacionamento humano. Perdão pelo nosso egoísmo e falta de amor aos pobres e oprimidos.

SENHOR TENDE PIEDADE E PERDOAI A NOSSA CULPA E PERDOAI A NOSSA CULPA.

- Cristo, muitas vezes nos comovemos com a situação dos Lázaros de hoje, e às vezes não lutamos para mudar a situação. Perdão pelo nosso comodismo e falta de atitude cristã.

CRISTO TENDE PIEDADE E PERDOAI A NOSSA CULPA E PERDOAI A NOSSA CULPA.

- Senhor, a vossa Palavra nos ensina que precisamos ouvir os profetas que temos. Perdão pelas vezes, que ignoramos a palavra do nosso bispo, padres, diáconos, religiosos(as) e lideres leigos, em nossas comunidades que falam em vosso nome.

SENHOR TENDE PIEDADE E PERDOAI A NOSSA CULPA E PERDOAI A NOSSA CULPA.

Presidente - Deus todo poderoso tenha compaixão de nós, perdoe nossos pecados e nos conduza à vida eterna. AMÉM.

04. MOMENTO DE LOUVOR

Animador(a) - Ao Deus que nos orienta com sua Palavra, elevemos nossos louvores por todas as pessoas e grupos que se dedicam ao estudo e reflexão das Sagradas Escrituras, cantando.

Este canto é somente para Celebração da Palavra.

NÓS TE GLORIFICAMOS, SENHOR, NOSSO DEUS, NOSSO PAI E NOSSO CRIADOR. (bis)

1. Nós te louvamos porque repartes conosco teus bens. Pede-nos pra repartir os nossos dons também.

2. Nós a Ti bendizemos, por tua santa palavra, ela que nos orienta pra sermos fiéis na partilha.

3. Nós Te adoramos porque é nosso Deus, nos convidas a construir na terra o Reino dos Céus.

05. ORAÇÃO

Presidente - Ó Deus, que dais sempre aos oprimidos um lugar no Reino e julgais com justiça os opressores, concedei que estejamos prontos para acolher a vossa Palavra, crer no Cristo que vive Ressuscitado e nos espera em vosso Reino. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. AMÉM.

06. ENTRADA DO LIVRO DA PALAVRA

A equipe prepara com criatividade uma bonita entrada do Livro da Palavra.

1. APalavra de Deus é uma festa, nós queremos ouvi-la de novo. Este livro sem par nos atesta: “Deus escuta o clamor do seu povo!”

VAMOS JUNTOS CANTAR, CELEBRANDO O QUE DEUS FEZ E FAZ PARA NÓS. A

PALAVRA É O AMOR NOS FALANDO; COM AMOR OUVIREMOS SUA VOZ.

2. APalavra de Deus como festa, a lutar nos ajuda e convida. Seu refrão repetido está nesta: “Vim a vós para dar-vos mais vida!”

07. LEITURA DA PROFECIA DE AMÓS (6,1a.4-7)

08. SALMO RESPONSORIAL (145)

BENDIZE, MINHA ALMA, E LOUVA AO SENHOR! (bis)

- O Senhor é fiel para sempre, faz justiça aos que são oprimidos; Ele dá alimento aos famintos, é o Senhor quem liberta os cativos.

- O Senhor abre os olhos aos cegos, o Senhor faz erguer-se o caído; o Senhor ama aquele que é justo. É o Senhor quem protege o estrangeiro.

- Ele ampara a viúva e o órfão mas confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre! Ó Sião, o teu Deus reinará para sempre e por todos os séculos!

09. LEITURA DA PRIMEIRA CARTA DE SÃO PAULO A TIMÓTEO (6,11-16)

08. CANTO DE ACLAMAÇÃO

ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! (bis)

1. Feliz são vocês, que agora passam fome, porque serão saciados, “feliz” é seu nome, feliz são vocês, que agora passam fome, porque serão saciados, “felizes” é seu nome!

10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS (16,19-31)

11. PARTILHA DA PALAVRA

A liturgia da Palavra acena para o modo de agir no tempo presente, em meio às riquezas materiais, a fim de não comprometer a realidade futura, pois aqui na terra, é que se decide o destino eterno. O Evangelho desqualifica o rico, não porque ele roubou, praticou injustiças ou simplesmente por ser rico, mas por ter passado a vida centrada em sua riqueza, em seu bem-estar, a ponto de se tornar incapaz de pensar em Deus, de demonstrar um simples gesto de sensibilidade para com o pobre morrendo de fome à porta da sua casa. O profeta Amós critica os nobres e poderosos por depositarem sua confiança em falsas seguranças: na riqueza acumulada às custas do sofrimento dos pobres, na violência contra os indefesos, na administração pública em benefício próprio em vez de zelar pela paz e bem estar social. Certo está quem deposita sua confiança em Deus, pois Ele faz justiça aos que são oprimidos e dá alimento aos famintos. (SI 146/145) O discípulo de Jesus deve ser alguém sábio que deposita sua confiança em algo sólido para não comparecer à presença do Senhor de mãos vazias, a exemplo do rico opulento. A escuta atenta da Palavra é o meio privilegiado que ilumina o discernimento sobre a vontade de Deus e a fidelidade ao seu projeto. Quem se distancia

da Palavra de Deus corre o perigo de se tornar insensível e incapaz de gestos gratuitos de solidariedade. Consequentemente, cava um abismo entre ele e Deus, entre ele e os irmãos. Escutar Moisés, os Profetas e o Evangelho favorecem o desapego e abre os olhos às necessidades do próximo. Paulo sugere a Timóteo que se afaste de tudo o que possa comprometer o anúncio da Boa-Nova e que siga o ideal cristão de justiça, piedade, fé firmeza e mansidão, convicto de que Jesus Cristo é o único Senhor e Salvador.

12. PROFISSÃO DE FÉ

Presidente - No Deus que nos guia para o caminho da libertação e da solidariedade, professemos nossa fé. CREIO EM DEUS PAI...

13. PRECES DA COMUNIDADE

Presidente - Elevemos ao Pai nossos pedidos na esperança de sermos atendidos.

- Senhor, iluminai a vossa Santa Igreja para que seja sempre fiel na opção preferencial pelos pobres, profetize com alegria, anunciando a Boa-Nova e denunciando tudo que é contrário ao vosso projeto de vida. Nós vos pedimos.

- Senhor, abençoai a Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus de Aracruz e as comunidades que celebram os seus padroeiros para que sejam sinais de fé, esperança e caridade. Nós vos pedimos.

- Senhor, protegei a todos os secretários(as) das paróquias de nossa Diocese, para que não

desanimem diante das dificuldades, e possam sempre acolher os irmãos(as) com muito carinho e atenção. Nós vos pedimos.

- Senhor, ajudai-nos a dedicar mais tempo aos estudos e conhecimento das Sagradas Escrituras, através da leitura orante, dos círculos bíblicos e das celebrações, para que sejamos fiéis testemunhas dos vossos ensinamentos. Nós vos pedimos.

Presidente - Rezemos pedindo a Deus a sabedoria ao usarmos o Livro que nos ensina o caminho da salvação.

Senhor, fazei que neste dia dedicado à Bíblia, onde se encontra o tesouro inesgotável da vossa Palavra dirigida a cada um de nós, nossa fé se reavive, nosso espírito e nosso coração se tornem mais serenos; estejam mais fortes nossa esperança e nossa confiança no vosso amor. Concedei-nos o desejo de alimentar nossa oração pela leitura e meditação da Sagrada Escritura, no silêncio e na quietude da nossa mente pacificada pelas maravilhas dos vossos ensinamentos. Dai-nos, também, a graça de saber consolar e animar os que sofrem, transmitindo-lhes o conforto da vossa Palavra.

Ajudai-nos, ó Pai, a vencer as dificuldades e obstáculos, as distrações e o cansaço, para com alegria, dizer-vos: Obrigado, meu Deus! Amém!

14. APRESENTAÇÃO DOS DONS

Animador(a) - Pela Sagrada Escritura o Pai vem carinhosamente ao nosso encontro, nos ensinando o caminho da libertação, que perpassa pela opção preferencial pelos pobres.

Animador(a) - Apresentemos ao altar do Senhor nossos gestos de partilha e solidariedade, sinal do nosso compromisso com a vida, e a dignidade de nossos irmãos e irmãs, menos favorecidos em nossa sociedade.

A comunidade apresenta símbolos que expresse a partilha, a solidariedade e o compromisso de luta em favor dos menos favorecidos. Ergue-os diante do altar enquanto se canta.

OS CRISTÃOS TINHAM TUDO EM COMUM, DIVIDIAM SEUS BENS COM ALEGRIA,

DEUS ESPERA QUE OS DONS DE CADA UM SE REPARTAM COM AMOR NO DIA A DIA. (2x)

15. CANTO DAS OFERENDAS

(onde houver Celebração da Palavra, omitir a 2ª estrofe)

1. Nesta mesa da irmandade a nossa comunidade se oferece a Ti, Senhor, nosso sonho e nossa luta nossa fé, nossa conduta, te entregamos com amor.

NOVO JEITO DE SERMOS IGREJA NÓS BUSCAMOS, SENHOR, NA TUA MESA. (bis)

2. Neste pão te oferecemos os mutirões que fazemos a partilha e a produção. Neste vinho a alegria que floresce cada dia dentro da nossa união.

3. Nesta Bíblia bem aberta encontramos a luz certa, para aqui te oferecer. Ela reúne o teu povo na busca do mundo novo onde os pobres vão viver.

4. Nosso coração inteiro, Deus humano e companheiro, deixamos no teu altar. Nosso canto e a memória do martírio e da vitória nós trazemos pra te dar.

16. PAI NOSSO

Presidente - Como filhos e filhas do Deus da vida, rezemos de mãos dadas a oração que Jesus nos ensinou. PAI NOSSO...

17. ABRAÇO DA PAZ

Animador(a) - Onde reina o amor e a partilha aí está a ação do Espírito Santo de Deus que conduz à paz. Com alegria, saudemo-nos fraternamente.

18. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)

1. Não pode faltar a palavra, não pode faltar-nos o pão, não pode faltar compromisso, a quem quer um mundo de irmãos.

TEU PÃO, Ó SENHOR, NOS SUSTENTA NA LUTA DE UM MUNDO MELHOR. O TEU

EVANGELHO TRANSFORMA, TU ÉS NOSSO DEUS SALVADOR. (bis)

2. Passaste no mundo dos homens, fazendo a todos o bem. Teu jeito de amar os humildes, a todos ensinas também.

3. ABoa-Notícia do Reino aos pobres tu vens anunciar: É Deus que se põe ao seu lado, é Deus que nos vem libertar.

4. Contigo fazendo aliança, fazemos também comunhão. A causa que tu abraçaste anima a tomar posição.

5. Senhor, o teu povo reunido, comunga teu gesto de amor. Aprende a viver na partilha dos pobres se faz defensor.

6. Chegando ao terceiro milênio, com teu Evangelho nas mãos, renasce no mundo a justiça, seremos um povo de irmãos.

19. ORAÇÃO

Presidente - Ó Deus, pela força desta celebração, ajudai-nos a viver a solidariedade de Cristo com os pobres, para que possa ter sentido nosso amor por vós. Abri nosso coração para acolher sempre os ensinamentos contidos nos textos sagrados e vivê-los no dia a dia de nossa comunidade. Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.

20. NOTÍCIAS E AVISOS

- Este folheto não deve ser jogado em via pública e/ou no lixo. Recicle-o!

21. BÊNÇÃO

Presidente - O Senhor esteja convosco! ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS!

- Deus Pai, que em Cristo manifestou a verdade e a caridade, nos torne testemunhas do Evangelho e do seu amor no mundo. AMÉM.

- O Espírito do Senhor vos dê luz, coragem e alegria para ajudar vossos irmãos a compreender e a viver a mensagem do Evangelho. AMÉM.

- Abençoe-vos Deus todo-poderoso: PAI E FILHO E ESPÍRITO SANTO. AMÉM.

- Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. GRAÇAS A DEUS.

23. CANTO FINAL

TODA BÍBLIA É COMUNICAÇÃO DE UM DEUS AMOR, DE UM DEUS IRMÃO. É FELIZ QUEM CRÊ NA REVELAÇÃO, QUEM TEM DEUS NO CORAÇÃO.

1.Nossa fé se fundamenta na palavra dos Apóstolos. João, Mateus, Marcos e Lucas transmitiram esta fé.

2. Vinde a nós, o Santo Espírito, vinde nos iluminar. A Palavra que nos salva, nós queremos conservar.

REFLETINDO O MÊS DA BÍBLIA

O objetivo da Leitura Orante é ter um contato profundo com Deus e escutar o que Ele tem a dizer para que, conhecendo a sua vontade, se possa viver melhor a Boa Nova de Jesus Cristo. A escuta da vontade divina pela mediação da Escritura não é tanto um esforço humano, mas sim uma resposta à iniciativa gratuita de Deus, que deseja se fazer ouvir.

1. Iniciar, invocando o Espírito Santo;

2. Leitura lenta e atenta do texto;

3. Momento de silêncio interior, lembrando o que leu;

4. Ver bem o sentido de cada frase;

5. Atualizar e ruminar a Palavra, ligando-a com a vida;

6. Ampliar a visão, ligar o texto com outros textos bíblicos;

7. Ler de novo, rezando o texto e respondendo a Deus;

8. Formular um compromisso de vida;

9. Rezar um Salmo apropriado;

10. Escolher uma frase como resumo para memorizar.

Comemorando hoje o Dia da Bíblia, queremos saudar com carinho todas as comunidades que celebram a Palavra de Deus, todas as pessoas, grupos e movimentos que se dedicam ao estudo e aprofundamento das Sagradas Escrituras. A Igreja no Brasil, sob a orientação dos nossos bispos, muito tem se preocupado com a formação bíblico-catequética de todos os fiéis, especialmente com as lideranças das comunidades. Graças a esse dinamismo da Igreja, muitas pessoas abraçaram essa formação crescendo na fé e na vida. Os círculos bíblicos foram inspirados na prática das primeiras comunidades cristãs, que se reuniam nas casas para aprender a doutrina com os apóstolos, para rezar, partilhar o pão e os bens conforme a necessidade de cada um. Portanto, a oração em família e em pequenos grupos facilita a compreensão da Palavra de Deus, cria laços de fraternidade, fortalece a união e a participação na vida comunitária. Esperamos que todos se esforcem com muito amor para conhecer melhor o Livro da fé e da vida que nos ensina o caminho para Deus.

 

Quem crê na Sagrada Escritura faz a evangélica opção pelos pobres

 

 

 

 

 

Facebook
Contato

Endereço: Av. Mato Grosso Nº 680 - Centro Juína Mato Grosso Cep: 78320-000

Telefone: 66 3566-3734

E-mail: contato@santoagostinhojuina.com.br
Paróquia Santo Agostinho, Todos os Direitos Reservados. Copyright 2018 Desenvolvido por: NIVELDIGITAL