Notícias

Domingo, 16 de Junho de 2013- 11º Domingo do Tempo Comum- “O perdão e o amor: caminho para uma nova vida”

   15/06/2013
Fonte: cnbb oeste 2   
Domingo, 16 de Junho de 2013- 11º Domingo do Tempo Comum- “O perdão e o amor: caminho para uma nova vida”

Cor verde- ANO C - 16/06/2013

 

11º DOMINGO DO TEMPO COMUM

 

 

O perdão e o amor: caminho para uma nova vida

 

01. ACOLHIDA

 

Preparar o espaço celebrativo de forma simples, acolhedora e alegre, lembrando Santo Antônio. Iniciando a celebração, cantar de forma orante o refrão abaixo.

 

CONFIEMO-NOS AO SENHOR, ELE É JUSTO E TÃO BONDOSO. CONFIEMO-NOS AO SENHOR. ALELUIA! (3x)

 

Animador(a) - Queridos irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos a este encontro fraterno para celebrarmos a nossa fé no Cristo Ressuscitado. Neste 11º Domingo do Tempo Comum, Deus nos revela o seu rosto amoroso e misericordioso e nos convida a fazer a experiência do amor e do perdão. Reunidos como filhos e filhas do Deus que nos ama acima dos nossos pecados, cantemos.

 

Procissão de entrada como de costume.

 

02. CANTO INICIAL

 

Ó SENHOR, OUVE O MEU GRITO, TU ÉS MINHA PROTEÇÃO; SENHOR, NÃO ME ABANDONES, DEUS, MINHA SALVAÇÃO!

 

1. O Senhor é minha luz, Ele é minha salvação. O que é que eu vou temer? Deus é minha proteção. Ele guarda minha vida: eu não vou ter medo, não. (bis)

 

2. Quando os maus vêm avançando, procurando me acuar, desejando ver meu fim, querendo me matar, inimigos opressores é que vão se liquidar. (bis)

 

3. Se um exército se armar, contra mim não temerei. Meu coração está firme, e firme ficarei. Se estourar uma batalha, mesmo assim, confiarei. (bis)

 

4. Sei que eu hei de ver, um dia, a bondade do Senhor: lá na terra dos viventes, viverei no seu amor. Espera em Deus! Cria coragem! Espera em Deus que é teu Senhor. (bis)

 

Presidente - Felizes porque somos filhos amados do Pai, façamos o sinal de nossa fé.EM NOME DO PAI...

 

Presidente - O Deus da esperança, que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja conosco. BENDITO SEJA DEUS...

 

03. MOMENTO DE LOUVOR

 

Animador(a) - Elevemos nossos louvores a Deus que nos salvou e perdoou nossos pecados por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor, rezando o Hino do Glória.

 

Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados. Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós vos louvamos, nós vos bendizemos, nós vos adoramos, nós vos glorificamos, nós vos damos graças por vossa imensa glória. Senhor Jesus Cristo, Filho unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, só vós, o Altíssimo, Jesus

 

Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém.

 

05. ORAÇÃO

 

Presidente - Ó Deus, no perdão oferecido por Jesus Cristo, revelais o vosso amor de Pai. Que nossa penitência confiante seja a resposta ao vosso amor que perdoa. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. AMÉM.

 

Animador(a) - Nas leituras de hoje encontramos pessoas que fizeram a experiência da misericórdia de Deus em seu amor gratuito. Ouçamos com atenção o que nos fala o Senhor.

 

06. LEITURA DO SEGUNDO LIVRO DE SAMUEL (12,7-10.13)

 

07. SALMO RESPONSORIAL (31)

 

EU CONFESSEI, AFINAL, MEU PECADO E PERDOASTES, SENHOR, MINHA FALTA. (bis)

 

- Feliz o homem que foi perdoado e cuja falta já foi encoberta! Feliz o homem a quem o Senhor não olha mais como sendo culpado, e em cuja alma não há falsidade!

 

- Eu confessei, afinal, meu pecado, e minha falta vos fiz conhecer. Disse: “Eu irei confessar meu pecado!” E perdoastes, Senhor, minha falta.

 

- Sois para mim proteção e refúgio; na minha angústia me haveis de salvar, e envolvereis a minha alma no gozo. Regozijai-vos, ó justos, em Deus, e no Senhor exultai de alegria! Corações retos, cantai jubilosos!

 

08. LEITURA DA CARTA DE SÃO PAULO AOS GÁLATAS (2,16.19-21)

 

09. CANTO DE ACLAMAÇÃO

 

ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! (bis)

 

1. O Reino do Céu está perto! Convertam-se, irmãos, é preciso! Creiam todos no Evangelho! Creiam todos no Evangelho!

 

08. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO LUCAS (7,36-50)

 

10. PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA

 

Davi foi ungido para governar o povo de Israel. Deus o abençoou e o defendeu das armadilhas dos inimigos. Como escolhido do Senhor, deveria agir exemplarmente e seguir os mandamentos, mas Davi deixa-se conduzir pela luxúria e comete graves pecados. A intervenção do profeta Natã acorda a consciência adormecida de Davi, que reconhece seu pecado e se arrepende com sinceridade. Deus lhe perdoa e o livra da morte. Porém não o livra das consequências provenientes de suas faltas. A

 

responsabilidade dos atos deve ser assumida. Na segunda leitura, São Paulo manifesta sua convicção de que só alcança a misericórdia e a salvação de Deus quem fundamenta sua vida na féem Cristo. O Evangelhode Lucas aprofunda, de maneira especial, o tema da misericórdia. É o caminho que proporciona a inclusão de todas as pessoas na proposta de amor e salvação reveladaem Jesus. Acasa de Simão, o fariseu, serve de cenário para a mensagem a ser assimilada e jamais

 

esquecida pelas comunidades cristãs. O fato de Jesus aceitar o convite do fariseu demonstra que o mestre não faz acepção de pessoas. Sente-se livre em qualquer ambiente. É portador do amor de Deus que se estende a todos, sem discriminação. A narrativa apresenta uma mulher que aparece de repente e se coloca aos pés de Jesus. Ela é da cidade, sem nome e conhecida como pecadora. Trouxe um frasco de perfume precioso e, entre lágrimas, unge os pés de Jesus, beija-os e enxuga-os

 

com os cabelos. Os detalhes da ação da mulher revelam profundo sentimento de amor e gratidão. Simão, diante do que está vendo, não ousa criticar abertamente a atitude de Jesus, mas em seu coração põe em dúvida a sua qualidade de profeta, pois está acolhendo uma pecadora. A parábola que Jesus conta tem por finalidade desmascarar a atitude de superioridade e arrogância da parte dos que se consideravam justos diante de Deus. Tem endereço certo. A concepção farisaica de justiça divina relacionava-se com o cumprimento das leis. O perdão dos pecados e a salvação estariam condicionados pela observância legalista. Essa segurança que o sistema religioso lhe dava impedia o fariseu de entender e acolher a gratuidade do perdão e da salvação. Somente quem deve muito, isto é, quem tem consciência profunda de seus pecados conseguirá fazer a experiência do amor sem limites de Deus. A liturgia de hoje leva-nos ainda a questionar como está a acolhida em nossas

 

comunidades: Acolhemos como a mulher, que reconhece a importância de quem está aí e se desdobra em carinhos para com o outro?

 

11. DEUS NOS PERDOA

 

Terminada a Partilha da Palavra, faz-se um momento de silêncio. Duas pessoas com vestes brancas entram trazendo uma jarra com água e um recipiente com perfume. Chegando ao altar, o presidente derrama o perfume na água, convida toda a assembleia a estender a mão em direção à água e reza a oração da bênção. O presidente asperge a assembleia, enquanto se canta.

 

Presidente - Deus de bondade e fonte de toda misericórdia, abençoai esta água, criatura vossa. Aspergida sobre nós, seja sinal de penitência e purificação de todos os nossos pecados. Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.

 

1. Batismo é como outro nascimento que faz a gente filho de Deus. Por isso posso agora sem medo dizer: Pai Nosso que estás no céu!

 

ÁGUA DOS MARES, ÁGUA DAS CHUVAS, ÁGUA DOS RIOS, ÁGUA DO CÉU! DEUS FEZ A ÁGUA SER MÃE DA VIDA, N’ÁGUA NASCEMOS FILHOS DE DEUS!

 

2. Batismo é como um mergulho santo nas águas vivas de uma piscina que limpa as almas de toda mancha e embebe a gente em vida divina.

 

3. Batismo é sério e nos compromete com todo povo que a Igreja é. Nossa missão é mostrar ao mundo que vale a pena ter nossa fé.

 

Presidente - Deus misericordioso, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. AMÉM.

 

- Senhor, tende piedade de nós. Senhor...

 

- Cristo, tende piedade de nós. Cristo...

 

- Senhor, tende piedade de nós. Senhor...

 

12. PROFISSÃO DE FÉ

 

Presidente - No Deus que ama, acolhe e perdoa os seus filhos, professemos a nossa fé. CREIOEM DEUS PAI...

 

13. PRECES DA COMUNIDADE

 

Presidente - Com a confiança de filhos e filhas, peçamos a Deus por nossas necessidades.

 

- Senhor, concedei que a vossa Santa Igreja e seus pastores manifestem ao mundo a grandeza de vossa compaixão e a vossa disposição em perdoar sempre aquele que se arrepende sinceramente.

 

Nós vos pedimos.

 

- Senhor, iluminai-nos para que procuremos com mais frequência o sacramento da reconciliação, confessando nossos pecados e recebendo das vossas mãos o perdão para as nossas faltas. Nós vos pedimos.

 

- Senhor, dai-nos a graça de acolhermos com respeito e igualdade os irmãos que se desviam do vosso caminho, sendo para eles o sinal do vosso amor. Nós vos pedimos.

 

- Senhor, atendei nossos pedidos: pela saúde dos enfermos, pelos aniversariantes, pelos falecidos e por todos os motivos que queremos rezar neste dia, os quais estão no silêncio de nossos corações. Nós vos pedimos.

 

Presidente - Rezemos juntos pelas vocações.

 

Senhor, que a messe não se perca por falta de operários, desperta nossas comunidades para a missão, ensina nossa vida a ser serviço, fortalece os que querem dedicar-se ao Reino na vida consagrada e religiosa. Amém.

 

14. APRESENTAÇÃO DOS DONS

 

Animador(a) - As leituras deste domingo nos mostram o caminho que devemos seguir para alcançarmos o perdão de Deus e pertencermos ao seu Reino. Apresentemos ao altar do Senhor os gestos de amor, acolhimento, perdão e paz que nossas famílias e comunidades realizam.

 

A equipe prepara com antecedência este momento. Uma criança apresenta um bonito coração enquanto algumas pessoas prendem nele os gestos de amor, acolhimento, perdão e paz existentes na comunidade, enquanto se canta.

 

1. Um coração para amar, pra perdoar e sentir, para chorar e sorrir Ao me criar tu me deste. Um coração pra sonhar, inquieto e sempre a bater. Ansioso por entender as coisas que tu disseste.

 

EIS O QUE EU VENHO TE DAR, EIS O QUE EU PONHO NO ALTAR. TOMA SENHOR QUE ELE É TEU, MEU CORAÇÃO NÃO É MEU. (bis)

 

15. CANTO DAS OFERENDAS

 

(onde houver Celebração da Palavra)

 

QUE VOS SEJA AGRADÁVEL, VOS PEDIMOS SENHOR O NOSSO SACRIFÍCIO QUE OFERTAMOS NO AMOR.

 

1. Bendito sejais Deus nosso Pai e Salvador, pelo que recebemos por vossa bondade, pelo fruto da terra, trabalho e suor aqui apresentados para a santidade, e nossa salvação como dádiva de amor que será pão da vida e da eternidade.

 

2. Senhor Deus do universo, bendito sejais pelo fruto da vinha que vos ofertamos no cálice com vinho que agora nos dais, que por divina bondade o recebemos, na aliança que não nos deixará jamais e que será o sangue bendito que cremos.

 

(onde houver Celebração Eucarística)

 

1. Recebei ó Deus de amor os dons de vinho e pão, com eles entregamos nosso coração.

 

PAI SANTO, RECEBEI A NOSSA GRATIDÃO! FAZEI-NOS A IMAGEM, DO VOSSO

 

CORAÇÃO.

 

2. Neste gesto de oferenda trazemos sobre as mãos a vida e o trabalho, de todos os irmãos.

 

3. As ofertas que vos damos, por Cristo, nosso irmão, se tornem para todos, sinal de salvação.

 

16. PAI NOSSO

 

Presidente - Rezemos com amor e confiança a oração que nos ensina a viver em comunhão com Deus e com os irmãos. PAI NOSSO...

 

17. ABRAÇO DA PAZ

 

Animador(a) - No desejo sincero de vivermos a paz, saudemo-nos com um gesto de comunhão.

 

1. Unidos estamos aqui, unidos queremos ficar. Seguiremos sempre em frente pela vida a cantar. Semeando o bem, alegria e paz em cada coração.

 

É BELA VIDA QUE SE DÁ E UM MUNDO NOVO FAZ SURGIR. DEUS QUIS DO HOMEM PRECISAR PRO SEU REINO DE AMOR CONSTRUIR.

 

2. Sabemos o rumo a seguir: o Cristo é o nosso ideal. É preciso que o mundo seja um pouco melhor. Porque nele eu vivi, e por ele tu passaste, meu irmão.

 

18. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)

 

1. Todo aquele que comer do meu corpo que é doado, todo aquele que beber do meu sangue derramado, e crê nas minhas palavras que são plenas de vida, nunca mais sentirá fome e nem sede em sua lida.

 

EIS QUE SOU O PÃO DA VIDA, EIS QUE SOU O PÃO DO CÉU; FAÇO-ME VOSSA

 

COMIDA, EU SOU MAIS QUE LEITE E MEL.

 

2. O meu Corpo e o meu Sangue são sublimes alimentos do fraco indigente é vigor, do faminto é o sustento. Do aflito é consolo, do enfermo é a unção, do pequeno e excluído, rocha viva e proteção.

 

3. Eu sou o caminho, a vida, água viva e a verdade, sou a paz e a luz do mundo, sou a própria liberdade. Sou a Palavra do Pai que entre vós habitou, para que vós habiteis na Trindade onde estou.

 

19. ORAÇÃO

 

Presidente - Ó Deus, ternura e compaixão, vós manifestastes o vosso amor para conosco nesta celebração e derramastes, generoso, vossa graça sobre nós. Ficai conosco hoje e sempre e sustentai-nos para que sejamos instrumentos da vossa paz e do vosso amor sem limites. Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.

 

20. NOTÍCIAS E AVISOS

 

- Este folheto não deve ser jogado em via pública e/ou no lixo. Recicle-o!

 

21. BÊNÇÃO

 

Nos lugares onde for costume realizar a bênção dos pães de Santo Antônio, alguém apresenta o cesto com os pães, o presidente motiva toda a assembleia a estender a mão em direção ao cesta e rezar a oração seguinte.

 

Presidente - Senhor, Pai Santo, Deus eterno e todo-poderoso, abençoai estes pães, pela intercessão de Santo Antônio, que por sua pregação e exemplo, distribui o pão da vossa Palavra aos vossos fiéis. Este pão recorde aos que o comerem ou distribuírem com devoção, o pão que vosso Filho multiplicou no deserto para a multidão faminta, o Pão Eucarístico que nos dais todos os dias no mistério da Eucaristia; e fazei que este pão nos lembre o compromisso para com todos os nossos irmãos necessitados de alimento corporal e espiritual. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, pão vivo que desceu do céu, e dá vida e salvação ao mundo, na unidade do Espírito Santo. AMÉM.

 

Presidente - O Senhor esteja conosco. ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.

 

- Abençoe-nos o Deus todo-poderoso: PAI E FILHO E ESPÍRITO SANTO. AMÉM.

 

- Vamos em paz e o Senhor nos acompanhe. GRAÇAS A DEUS.

 

22. CANTO FINAL

 

1. Os jovens enamorados vêm fazer suas orações pedindo a Santo Antônio que una seus corações.

 

SANTO ANTONIO QUERIDO DO POVO, APONTA O CRISTO DE NOVO! (bis) SEMPRE DE NOVO APONTA JESUS! NO MEIO DO POVO SEGUINDO ESTA LUZ QUE É JESUS!

 

2. Também os que estão casados na Igreja vêm implorar pedindo pra Santo Antônio pro amor nunca acabar.

 

3. Quem não tem seu bem querer humildemente vem rezar pedindo pra Santo Antônio o seu amor encontrar.

 

4. O santo que repartia o pão com os mais pobres ensina que quem partilha é mais rico e é mais nobre.

 

 

Facebook
Contato

Endereço: Av. Mato Grosso Nº 680 - Centro Juína Mato Grosso Cep: 78320-000

Telefone: 66 3566-3734

E-mail: contato@santoagostinhojuina.com.br
Paróquia Santo Agostinho, Todos os Direitos Reservados. Copyright 2018 Desenvolvido por: NIVELDIGITAL