Notícias

MATO GROSSO: Autoridades discutem concessão de ferrovia em Lucas

   25/05/2013
Fonte: GAZETA DIGITAL   
MATO GROSSO: Autoridades discutem concessão de ferrovia em Lucas

Será realizada nesta sexta-feira (24), logo mais às 14 horas, em Lucas do Rio Verde-MT, a Reunião Participativa para tratar sobre a concessão da Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico) e colher subsídios e informações adicionais para o projeto do trecho ferroviário que ligará Lucas do Rio Verde (MT) a Campinorte (GO). O evento acontece na Fundação Rio Verde durante o Encontro Nacional de Tecnologias de Safras (Entec$).

A ferrovia integra o Programa de Investimentos em Logísticas, lançado em agosto do ano passado pelo governo. O trecho terá 1.065 km de extensão, cortando 16 municípios, sendo nove em Mato Grosso e sete em Goiás. O investimento previsto é de R$ 6,6 bilhões.

Em Mato Grosso, a ferrovia passará por Lucas do Rio Verde, Sorriso, Nova Ubitarã, Paratinga, Gaúcha do Norte, Água Boa, Canarana, Nova Nazaré e Cocalinho. Em Goiás, os trilhos cortarão os municípios de Aruanã, Nova Crixás, Pilar de Goiás, Santa Terezinha de Goiás, Nova Iguaçu de Goiás e Campinorte.

“Por sorte ou geografia, Lucas do Rio Verde é o coração de Mato Grosso e Estado é o maior produtor do Brasil. Ao longo dos próximos anos vamos assistir o crescimento na produtividade, a incorporação de novas áreas de pastagem degradas, e cientes de que podemos dobrar a produção de grãos no nosso estado sem derrubar nenhuma árvore. Então, Lucas do Rio Verde será o centro desse cenário de agricultura, de vanguarda a expansão da produção através da tecnologia e produtividade”, destaca o prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta.

A ferrovia, que cortará uma das regiões do país mais prósperas na produção de grãos e carne, de alto potencial agrícola e mineral, porém, bastante carente no que se refere à logística de transporte, permitirá a interligação com a Norte-Sul, dando opção de acessos aos portos de São Luiz (MA) e Belém (PA) ou ainda aos portos do Sul do País. No trecho cortado pela ferrovia existem nove unidades de conservação. Os trilhos também passarão na região onde há quatro territórios indígenas do grupo Xavante.

Serão construídos 15 viadutos e 49 pontes, a maior delas sobre o rio Araguaia, com 600 metros. O total de obras de arte chega a 14,5 km. Outro rio importante, entre os 67 existentes no trajeto, é o Teles Pires em Mato Grosso. Futuramente a ferrovia vai se estender por Uruaçu (GO), Distrito Federal, Corinto (MG), Belo Horizonte e Campos (RJ).

A reunião para a Tomada de Subsídios será realizada no auditório da Fundação Rio Verde, que fica na rodovia MT-449, km 08, das 14 às 18 horas. Estarão presentes neste encontro o diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Carlos Fernando do Nascimento, o secretário Francisco Vuolo, da Secretaria de Acompanhamento da Logística Intermodal de Transportes (Selit), além de prefeitos e vereadores da região, senadores, deputados, empresários, agricultores e representantes de entidades, sindicatos e da sociedade civil organizada. (Ascom da ANTT).

Facebook
Contato

Endereço: Av. Mato Grosso Nº 680 - Centro Juína Mato Grosso Cep: 78320-000

Telefone: 66 3566-3734

E-mail: contato@santoagostinhojuina.com.br
Paróquia Santo Agostinho, Todos os Direitos Reservados. Copyright 2018 Desenvolvido por: NIVELDIGITAL