Notícias

LITURGIA DO DIA 28 DE ABRIL - 5º Domingo da Páscoa - cor branca ou dourada

   26/04/2013
Fonte: CNBB oeste 2   
LITURGIA DO DIA 28 DE ABRIL - 5º Domingo da Páscoa - cor branca ou dourada

 

“Este é o meu mandamento: Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”

01. ACOLHIDA

 O espaço celebrativo deve ser preparado conforme as orientações do Domingo de Páscoa. Para dar início à celebração, cantar de forma orante o refrão. Onde reina amor, fraterno amor. Onde reina amor, Deus aí está. (3x) Animador(a) - Queridos irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos para celebrar nossa fé no Mistério Pascal de Cristo. Celebramos hoje o domingo do mandamento novo: o mandamento do amor. Amor que supõe a entrega total, em serviço e doação. Nesta liturgia somos desafiados por Jesus a viver e a praticar o verdadeiro amor que é o acolhimento, o respeito à dignidade da pessoa - que não discrimina nem marginaliza - que se faz dom maior para que o outro tenha mais vida. Em comunhão com todos que hoje se reúnem para celebrar o dia do Senhor, alegres cantemos. Procissão de entrada como de costume.

02. CANTO INICIAL

Verdadeiro homem novo ressurgiu da cruz: ressuscitou Jesus. (bis) 1 - Eis a Páscoa para toda humanidade, aleluia! Eis a Páscoa eis a grande novidade no Senhor, aleluia! Tempo novo onde Cristo ressuscita aleluia! Nova história onde o homem participa no Senhor, aleluia! 2 - Luz que brilha, ilumina nossos passos, aleluia! Força nova que sustenta nossa vida no Senhor, aleluia! Água viva no batismo nos renova, aleluia! Caridade é o sinal que nos aprova no Senhor, aleluia! Presidente - Reunidos no amor do Deus Uno e Trino, façamos o sinal de nossa fé, cantando. (à escolha) Presidente - O Deus da esperança que nos cumula de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja convosco. Bendito seja Deus...

03. DEUS NOS PERDOA Presidente - De coração arrependido e humilde, necessitados da misericórdia do Pai, pensemos em nossos pecados (pausa). Aproximemo-nos do Deus justo e santo, para que sejamos purificados de nossas faltas e omissões. O presidente asperge a assembleia enquanto se canta. Lavados na fonte viva do lado aberto de Cristo, transpomos, vitoriosos, as portas do Paraíso! Aleluia! Aleluia! (bis) Presidente - Deus todo poderoso, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém. - Senhor, tende piedade de nós. Senhor... - Cristo, tende piedade de nós. Cristo... - Senhor, tende piedade de nós. Senhor...

04. HINO DO GLÓRIA Presidente - O amor deve ser o “cartão de visita” do discípulo de Cristo. Glorifiquemos a Deus por todos os gestos de amor e doação que existem entre nós, cantando. Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens por Ele amados. (bis) Senhor Deus, Rei dos Céus, Deus Pai todo poderoso: nós vos louvamos, vos bendizemos, vos adoramos, vos glorificamos, nós vos damos graças por vossa imensa glória. Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Vós que tirais o pecado do mundo acolhei a nossa súplica. Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. Só Vós sois o Santo, só Vós, o Senhor, só Vós, o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai, na glória de Deus Pai. Amém. (5x)

05. ORAÇÃO Presidente - Ó Deus, Pai de misericórdia, dai-nos o dom do amor que destes ao vosso Filho Jesus, para que assim como Ele, possamos, com nossas ações, vos glorificar realizando vosso projeto de amor. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém. Sem nenhum comentário a assembleia senta-se e, em seguida, o(a) leitor(a) proclama a leitura. Dou graças ao Senhor porque Ele é bom, porque eterno é seu amor. Sua Palavra me ensina e me liberta, porque eterno é seu amor.

 06. LEITURA DOS ATOS DOS APÓSTOLOS (14, 21b-27)

07. SALMO RESPONSORIAL (144) Bendirei o vosso nome, ó meu Deus, meu Senhor e meu Rei para sempre. (bis) - Misericórdia e piedade é o Senhor, Ele é amor, é paciência, é compaixão. O Senhor é muito bom para com todos, sua ternura abraça toda criatura. - Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, e os vossos santos com louvores vos bendigam! Narrem a glória e o esplendor do vosso reino e saibam proclamar vosso poder! - Para espalhar vossos prodígios entre os homens e o fulgor de vosso reino esplendoroso. O vosso reino é um reino para sempre, vosso poder, de geração em geração.

08. LEITURA DO LIVRO DO APOCALIPSE DE SÃO JOÃO (21, 1-5a)

09. CANTO DE ACLAMAÇÃO Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia. (bis) 1 - Eu vos dou novo preceito: que uns aos outros vos ameis, como eu vos tenho amado.

10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO JOÃO (13, 31-33a.34-35)

11. PARTILHA DA PALAVRA

No Evangelho, Jesus está se despedindo dos discípulos. Nessa despedida, o evangelista João, ao usar a expressão: “Agora o Filho do Homem foi glorificado”, traz presente toda a vida e a missão de Jesus. A sua glorificação foi a revelação plena do projeto do Pai. Esse gesto de entrega de Jesus nos ensina a viver nossa humanidade como Ele viveu, ou seja, no serviço, doando a vida para a construção do Reino. Realizamos esta missão por intermédio da vivência do mandamento que Ele deixou: o AMOR. Este é o sinal, o termômetro para verificar se nossas comunidades estão sendo fiéis ao projeto de Jesus. É preciso olhar nossa prática para percebermos se estamos ou não concretizando a vontade do Pai. O amor é feito de gestos concretos. É amando nossos irmãos e irmãs, na prática da partilha, do perdão, da fraternidade e da solidariedade, que demonstramos a nossa fidelidade ao amor de Deus. Essa experiência é que vai tornar visível o testemunho que Cristo nos convida a dar. Paulo nos ensina a importância de encorajar as pessoas que vão aderindo à fé em Jesus Cristo, especialmente as lideranças, que têm a missão de garantir a participação da comunidade, no caminho de Jesus. Como Igreja, temos a tarefa de criar comunhão através do apoio mútuo, constituindo um povo de irmãos. As visitas pastorais realizadas pelos agentes querem ser um elo de animação diante dos desafios enfrentados pelas comunidades. Elas vêm confirmar a fé das comunidades, incentivando-as a permanecerem fiéis à prática do Evangelho. A ressurreição de Jesus é a vitória sobre a morte e a certeza de sua presença ativa no meio de nós. Portanto, nossa tarefa é, à luz de Cristo ressuscitado, fonte do amor maior, transformar os sinais de morte em nosso meio em vida nova, construindo relações centradas na prática do amor e da justiça, que é vida e liberdade para todos; pois só o amor pode transformar o mundo.

12. PROFISSÃO DE FÉ Presidente - No Deus que nos ensina um novo mandamento, professemos a nossa fé. Creio em Deus Pai...

13. PRECES DA COMUNIDADE

 Presidente - Confiantes, supliquemos ao Pai por nossas necessidades, cantando. Ó Senhor, escutai a nossa prece! - Iluminai Senhor a Vossa Santa Igreja, seus pastores, e os diáconos permanentes de nossa diocese que completam um ano de ordenação, para que sejam fiéis ao mandamento do amor deixado por Cristo. Nós vos pedimos. - Abençoai Senhor, todos os trabalhadores do nosso país, que no 1º de maio comemoram o seu dia, e ajudai aqueles que sofrem com o desemprego, para que a fé e a esperança seja a chama viva para recuperar a sua dignidade. Nós vos pedimos. - Senhor, acompanhai a Paróquia São José de João Neiva e todas as comunidades que celebram seu padroeiro, para que continuem servindo com alegria e acolhendo a todos com amor e fé. Nós vos pedimos. Presidente - Rezemos juntos a Oração para pedir fé. Lado A: Senhor, nós cremos em Ti. Nós Te louvamos pelo dom da fé e reconhecemos que estamos ainda longe de ter a mesma fé de Abraão e Sara, de Tobit, de tantos profetas e reis e o quanto sonhamos em experimentar também a mesma fé da Virgem Maria. Renova em nós o dom da fé recebido no Batismo, confirmado na Crisma e reanimado em cada Eucaristia. Que nós vivamos alicerçados na tua Palavra e que por ela nos sintamos incentivados à fidelidade. Diante de tua presença, professamos que cremos, mas aumenta a nossa fé. Lado B: Dá-nos a cada dia a graça de pronunciar teu Nome com a fé que não só alimenta a nossa esperança, mas que já vê acontecer; que é poder. Que nós permaneçamos com os olhos fixos no teu coração transpassado, para que, Te vendo, nós recebamos a salvação e a anunciemos a todos. Senhor, faze que nossa fé seja atuante e que seja também contínua busca de Ti, um contínuo testemunho, um contínuo alimento de esperança. Senhor, faze que nossa fé seja humilde, que não se fundamente em nosso pensamento, e nem em nosso sentimento, mas que nos submeta sempre ao Espírito Santo, à tradição e a fé da Igreja. Todos: Obrigado Senhor, cremos que estás nos renovando e já nos sentimos fortalecidos. Como a Virgem Maria, professamos “que tudo é possível para aquele que crê”. Amém! (adaptação da oração do Papa Paulo VI)

14. APRESENTAÇÃO DOS DONS Animador(a) - O amor é feito de gestos concretos. É na vivência da acolhida, da partilha, do perdão, da fraternidade, da solidariedade e no empenho pela justiça, que demonstramos nossa fidelidade a Deus e amor aos irmãos. Apresentemos ao altar do Senhor nossa disposição e o nosso compromisso em ser sinal do amor de Cristo na família, nos conselhos, nas equipes, pastorais e movimentos na comunidade. Entram 2 jovens e apresentam um belo coração com o nome da comunidade e o tema da celebração, enquanto se canta. 1 - Um coração para amar, pra perdoar e sentir, para chorar e sorrir Ao me criar tu me deste. Um coração pra sonhar, inquieto e sempre a bater. Ansioso por entender as coisas que tu disseste. Eis o que eu venho te dar, eis o que eu ponho no altar. toma senhor que ele é teu, meu coração não é meu. (bis)

15. CANTO DAS OFERENDAS 1 - Neste dia preparamos o banquete do Cordeiro: uma grande alegria reinará no mundo inteiro! Partilhamos, nesta mesa, o nosso amor como gesto que afugenta pranto e dor: eis a prece favorável, ó Senhor, que se eleva como incenso, nosso louvor! 2 - Que o amor seja agradável qual perfume precioso e o prazer da convivência seja fruto saboroso! 3 - Permaneçam a esperança, mais a fé e a caridade, e vejamos, neste mundo, novo chão, nova cidade!

15. PAI NOSSO Presidente - Rezemos com amor e confiança a oração que Jesus nos ensina a viver em comunhão com Deus e com os irmãos. Pai Nosso...

16. ABRAÇO DA PAZ Animador(a) - Motivados pelo convite de Jesus: “Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”, saudemo-nos com um gesto de comunhão fraterna. 1 - Que coisa linda é poder estar aqui, que coisa linda é poder dar minha mão, que coisa linda é não caminhar sozinho, mas seguir este caminho encontrando com o irmão. Te dou a paz, vem cá irmão. Te dou a paz, aperte a minha mão. Te dou a paz, paz de Jesus ressuscitado, ele é a nossa luz! 2 - Que coisa linda é poder estar aqui, que coisa linda é poder celebrar, que coisa linda é essa Eucaristia, vida nova, estrela guia, nesse nosso caminhar.

17. CANTO DE COMUNHÃO (se houver) 1 - Na comunhão recebemos teu Corpo e Sangue, Senhor, e tua vida divina, dons do teu grande amor. São nossa força na luta, fazem vencer todo mal e nos conduzem ao Pai, glória ao Deus imortal. Senhor Jesus, Senhor Jesus, Deus vivo e vencedor! 2 - Entre as angústias da vida não cairemos jamais, pois tua força nos leva a caminhar sempre mais. Na comunhão nos deixastes força e motivo de amar, todo o caminho da vida nos traga sempre ao altar. 3 - Ao comungar caminhamos para o altar com o irmão. O teu amor nos atrai, centro da nossa união. Em cada esforço que pedes, vamos sentir tua mão, vamos sentir que nos dás força de ressurreição.

18. ORAÇÃO Presidente - Ó Deus de bondade, permanecei junto ao vosso povo e fazei passar da antiga à nova vida aqueles a quem concedestes a comunhão nos vossos mistérios. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

19. NOTÍCIAS E AVISOS

20. BÊNÇÃO Presidente - Deus, que pela ressurreição do seu Filho único vos deu a graça da redenção e vos adotou como filhos e filhas, vos conceda a alegria de sua bênção. Amém. - Aquele que, por sua morte, vos deu a eterna liberdade, vos conceda, por sua graça, a herança eterna. Amém. - E, vivendo agora retamente, possais no Céu unir-vos a Deus, para quem, pela fé, já ressuscitais no batismo. Amém. - Abençoe-vos Deus todo-poderoso: Pai e Filho e Espírito Santo. Amém. - Obedientes ao preceito do Senhor: “Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei”. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

21. CANTO FINAL 1 - Cristo é minha vida, Cristo é o meu viver, Ele me amou e mandou que eu ame você. 2 - Não pode amar Deus quem não ama o seu irmão, não serve para Deus quem não serve o seu irmão. “Este é o meu mandamento: Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”

Facebook
Contato

Endereço: Av. Mato Grosso Nº 680 - Centro Juína Mato Grosso Cep: 78320-000

Telefone: 66 3566-3734

E-mail: contato@santoagostinhojuina.com.br
Paróquia Santo Agostinho, Todos os Direitos Reservados. Copyright 2018 Desenvolvido por: NIVELDIGITAL